A Conferência Open edX começa amanhã e, entre os muitos desenvolvedores e inovadores talentosos que estamos hospedando, Nate Aune, fundador e CEO da Appsembler, se juntará a nós para falar sobre seu trabalho com o Open edX. Continue lendo para obter mais informações sobre Nate e Appsembler.

Como trabalhar com o Open edX se relaciona com a missão da Appsembler? 
Nossa missão é capacitar organizações e indivíduos com tecnologia de código aberto para promover seus objetivos educacionais, seja uma organização que oferece cursos on-line para alunos ou um aluno que deseja aprender mais sobre programação usando tecnologias de código aberto. O Open edX é perfeito para nós porque é uma poderosa plataforma de aprendizado on-line e é de código aberto, o que significa que podemos abri-lo e ver como ele funciona e personalizá-lo para nossas necessidades e nossos clientes, necessidades.

Como você ficou sabendo da iniciativa Open edX?
Ouvi falar do Open edX no encontro Boston Python e, mais tarde, entrei para a organização como consultor e conheci muitos da equipe de engenharia do edX. Foi emocionante trabalhar lá quando a organização estava fazendo a transição do edX como um projeto interno para o código aberto da base de código para o mundo. Abrir o quimono pode ser uma coisa assustadora, mas o edX fez a data de junho e continua a lançar mais cedo e com frequência.

Há quanto tempo você trabalha com a plataforma Open edX? Qual tem sido o seu foco?
Desde abril do ano passado (2013). Inicialmente, trabalhei muito de perto com Stanford e amigos para identificar lacunas na comunidade de código aberto e apresentar uma lista de recomendações. O resultado desse trabalho foi um relatório que escrevi, “Tornando o Open edX um próspero projeto de código aberto”, que foi publicado pela Stanford e bem recebido pela edX. Você pode leia a declaração de Beth Porter online.

Uma das coisas que surgiram desse relatório foi a necessidade de mais opções de hospedagem para o Open edX. Então, tenho trabalhado muito para construir uma solução de hospedagem escalável para o Open edX, que forneça sites prontos para uso no modelo SaaS. Você pode veja no site deles.

Além disso, tenho trabalhado com muitas organizações para ajudá-las a aproveitar ao máximo o Open edX e personalizando o Open edX para atender às suas necessidades específicas. Minha equipe construiu o Staff Graded Assignment Xblock para o MIT e agora está trabalhando em um novo projeto ambicioso chamado Personal Online Courses* também para o MIT. Também construímos o JSDraw Xblock para o Davidson College e fizemos o desenvolvimento inicial do edX.org para postar seus certificados em seu perfil do LinkedIn. Nosso projeto mais recente está no setor corporativo, criando recursos para edX que as empresas precisam, como criação de microsites pela Web, integração de pacotes SCORM com edX, caminhos de aprendizado baseados em funções e integração com outros sistemas de back-end.

O que você vai discutir na Open edX Con?
Estou dando uma palestra relâmpago sobre como estamos usando o Docker para lançar sites Open edX de forma rápida e barata, e como o uso de imagens do Docker como formato de empacotamento pode tornar mais fácil para as pessoas compartilharem suas próprias distribuições Open edX.

Quais são alguns outros projetos em que você trabalhou com o Open edX ou no setor de EdTech?
Outro projeto que venho trabalhando nos últimos anos é o Mediathread, que é uma plataforma de análise de mídia muito legal para instrutores que querem ensinar com materiais multimídia. Basicamente, permite que instrutores e alunos extraiam ativos de mídia de toda a Web e os anotem em um espaço colaborativo compartilhado. Para mais informações, veja http://getmediathread.com.

Quais outros tópicos você está interessado em ouvir ou conversar com seus colegas desenvolvedores do Open edX?
Eu acho que o campo da análise de aprendizagem é fascinante, basicamente como podemos usar a tecnologia para melhorar os resultados da aprendizagem. Estou realmente interessado em criar um curso edX para ensinar outras pessoas a construir, implantar e dimensionar a plataforma Open edX. E como sempre, estou muito interessado em ver a comunidade de código aberto crescer e amadurecer, e ser mais receptiva aos recém-chegados.

O que te inspirou e o que te mantém inspirado para trabalhar no espaço EdTech?
É um momento emocionante para estar na EdTech porque a tecnologia está realmente amadurecendo e capaz de causar impacto, especialmente em países onde não há tantas oportunidades educacionais. Mas acho que ainda estamos nos primeiros dias, então há muitas oportunidades para melhorar a acessibilidade e realmente transformar a experiência educacional de algo que é principalmente passivo para uma experiência envolvente, colaborativa e interativa.

*Desde a publicação, “Cursos online pessoais” foram renomeados como “Cursos personalizados” ou “CCX”. -Ed. 4/1/2016

 672 visualizações totais